sexta-feira, 14 de março de 2014

Considerações sobre linguagem verbal e não verbal.

  • Utilizamos a língua de várias formas como referência ao mundo. Linguagem verbal ou não verbal.
  • A maneira como fazemos referência por meio da língua revela nossa posição discursiva.

Linguagem não-verbal é o uso de imagens, figuras, desenhos, símbolos, dança, tom de voz, postura corporal, pintura, música, mímica, escultura e gestos como meio de comunicação..

Dentro do contexto temos a simbologia que é uma forma de comunicação não-verbal. Exemplos: sinalização de trânsito, semáforo, logotipos, bandeiras, uso de cores para chamar a atenção ou exprimir uma mensagem.

É muito interessante observar que para manter uma comunicação não é preciso usar a fala e sim utilizar uma linguagem, seja verbal ou não-verbal.

Linguagem mista é o uso simultâneo da linguagem verbal e da linguagem não-verbal, usando palavras escritas e figuras ao mesmo tempo.
                                                                         


A figura acima é um exemplo de Linguagem não verbal. Até uma criança é capaz de entender  esta mensagem.

O semáforo é um exemplo de linguagem não-verbal. Um objeto capaz de interferir na vida do ser humano de forma tão extraordinária, onde o sentido das cores comanda o trânsito.

Já na história em quadrinhos de Maurício de Sousa fica bem claro como pode ocorrer ao mesmo tempo linguagem verbal e não-verbal, chamada de linguagem mista. Tem palavras e figuras.
Veja o olhar do pedinte adulto. O que você acha que ele pensou?


Linguagem Verbal


Nas figuras acima temos um anuncio construído apenas de palavras, frases escritas, para se tornar compreensivo. Não é necessário nenhum tipo de imagem para completar o seu sentido. 



Nenhum comentário:

Postar um comentário