quarta-feira, 25 de abril de 2012

Proposta de redação: Palavra e imagem: o que vale mais?



A imagem a seguir, apareceu na prova da UFF. Observe-a:

cccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccc
Havia o seguinte excerto:

“Quando falamos, para além das palavras, o corpo emite sinais significativos na construção da mensagem. O receptor, ao “ler” estes sinais percebe o conteúdo, o assunto, a personalidade, o desejo, a sinceridade ou não do emissor."


É preciso saber “ler” a imagem? Você pode estar perguntando: “Como ler uma imagem?”
É muito importante saber analisar uma imagem, observando-a cuidadosamente. Gêneros textuais, como charges, cartuns, tirinhas são muito comuns nas provas de seleção para concursos e vestibulares em todo o país e você faz parte desses grupos, precisa estar preparado para isso.
Para um bom resultado, é importante atentar-se a certos elementos não verbais, como:
·       Formas; 
·       Expressões faciais, posição e postura dos personagens;
·        Dinâmica de fundo como as cores, por exemplo.

Para isso, é necessária uma percepção mais apurada. Informações podem ser transmitidas nas mais diversas formas de linguagem, desde verbal (palavras), não verbal (imagens) ou mista (verbal e não verbal). O fundamental é saber selecionar aquilo que for mais importante.
 Há que se pensar que em qualquer parte do mundo, as imagens são de fácil compreensão, pois não necessitam de idiomas para ser entendidas. Associadas à linguagem verbal ou não, elas proporcionam a informação criando conceitos a partir do que visualizamos, tornando-se uma ferramenta muito eficaz para comunicação e deixando de ser  concebidas como instrumentos ilustradores do texto verbal, mero ornamento para quebrar o ritmo cansativo da leitura.

Sabendo disso, que tal redigir um texto argumentativo em prosa, apresentando sua opinião sobre a imagem acima?

Sucesso sempre!


Se desejar que seu texto seja corrigido, envie-o para: fatimaassers38@gmail.com, não se acanhe, é de graça!

 

domingo, 22 de abril de 2012

A Tecnologia a serviço do saber!


 O vídeo me fez lembrar que,
"Quando um livro encontra o seu leitor, ocorre o fato estético. Emerson disse que um livro, quando está fechado, é uma coisa entre as coisas. Mas quando seu leitor o abre, então ocorre o fato estético, e 52-63 62 Kalíope, São Paulo, ano 7, n. 14, p. jul./dez., 2011. esse fato estético pode não ser ou não deve ser exatamente o que o autor sentiu, mas algo novo, isto é, cada leitor é um criador – um colaborador, em todo caso, do texto. E os textos são, sobretudo, diferentes, não pelo modo como estão escritos, mas pelo modo como são lidos." (BORGES, apud. SCHWARTZ, 2001, p. 267)

Realmente estava na hora de alguém apresentar aos nossos jovens estudantes a mais interessante ferramenta de estudos já desenvolvida pelo homem.
No meio desse mundo digital talvez não imaginem que seja possível existir algo tão fantástico. Google, twitter, facebook, Ipad, Ipod, ai, ai… São muitas coisas, tecnologias… Mas isso que apresentam nesse vídeo do youtube é incrível!!!
Encanta pela sua simplicidade. Acredito que até minha mãe, que já passou dos 70, consegue utilizar… sem pedir ajuda pra neta!!! Espetacular…

Nãp deixe de tentar!

Proposta de redação;Gentileza gera gentileza?

 

Com base na leitura dos seguintes textos motivadores e nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija um texto dissertativo-argumentativo em norma culta escrita da língua portuguesa sobre o tema Em busca da gentileza perdida, apresentando experiência ou proposta de ação social, que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista.

Texto I
Como sociólogo interessado nos comportamentos e interações sociais, percebo algo preocupante: há, nas sociedades contemporâneas em geral, um abandono das formas de boa convivência. É como se a gentileza tivesse sido banidados arranjos sociais. Basta observar as pessoas no trânsito: é uma guerra constante entre motoristas, pedestres,autoridades fiscalizadoras. Nas trocas comerciais, é semelhante: quando é que somos bem tratados? E emrepartições públicas? Parece que toda vez temos que implorar por bom atendimento.
Isso é um reflexo da perda de algo fundamental para o bom andamento de uma sociedade: a necessidade da gentileza, do cuidado e da atenção com o outro.
Tiago Boldariniy

Texto II
Texto verbo-visual do artista Profeta Gentileza (1917-1996)


Texto III
O que é ser Gentil para você? Qual a importância da gentileza na sociedade? A gentileza ainda
existe? Como?

Creio que ser gentil é, primeiro, reconhecer que o outro existe e importar-se com ele ou ela, depois buscar compreender esse outro, e fazê-lo (fazê-la) sentir-se bem. Acho que a gentileza continua a existir, moro no interior, e presencio gentileza todos os dias. Mas parece que quanto mais acelerado o ritmo da vida, e quanto mais acirrada a competição do ambiente, menos espaço há para a gentileza.
Para saber se ainda existe gentileza, entre no Metrô de São Paulo ou Rio de Janeiro, entre 6 e 7 da manhã, ou entre 18 e 20 horas da noite. Você vai ver a gentileza sendo colocada em prática!É possível  que gentileza exista somente entre os que se conhecem ou tem alguma afinidade! Mas gentileza mesmo acredito que não existe mais. Se existe, eu não vejo muito não.
Respostas postadas no YahooBrasil-Respostas, acesso em 09/2


Instruções para a redação:

• Desenvolva seu texto em prosa: não redija narração, nem poema.
• O texto com até 7 (sete) linhas escritas é considerado texto em branco.
• O texto deve ter, no máximo, 30 linhas.

Observações
1. Esse  tema adequa-se à estrutura das duas últimas edições do ENEM.
2. Um dos cinco itens de avaliação do ENEM — responsável, portanto, por 20% do total de pontos — diz respeito à necessidade de a redação conter proposta de intervenção. Leia-o:
Elaborar propostas: recorrer aos conhecimentos desenvolvidos na escola para elaboração de propostas de intervenção solidária na realidade, respeitando os valores humanos e considerando a diversidade sociocultural.
Por isso, sugero que em sua redação, independente da linha argumentativa escolhida, não deixe de haver propostas de intervenção (soluções, projetos, sugestões, perspectivas de superação).

Caso queira ver sua redação corrigida e comentada nesse blog, escreva-a e envie para fátimaassers38@gmail.com

Bom trabalho.

Professora Fátima Oliveira